[an error occurred while processing this directive] PUBLICIDADE

Menu

Menu


Página Inicial

OBM 2001/2002

Rádio Portal Matemático

I Desafio Portal Matemático

Material de Apoio

Exercícios de Apoio

Testes on-line

Desafios Matemáticos

História da Matemática

Conceitos de Matemática

Biografias de Matemáticos

Pensamentos Matemáticos

Curiosidades Matemáticas

História do Dinheiro

Trocas de Moeda no Brasil

Jogos Matemáticos on-line

Programas matemáticos

Programas para download

Sugestões de livros

Prêmios recebidos pelo site

Galeria dos Vencedores

Comunidade / Interatividade

Recomende este site para um amigo

Colégio Domus Sapientiae



Site hospedado por:

INTERNET HOST


Prêmio recebido:


Visitantes on-line no site agora:

        BIOGRAFIAS DE MATEMÁTICOS          
Scipione del [ou dal] Ferro [ou Ferreo]

(1465 - 1526)

Professor de matemática italiano nascido em Bologna, que descobriu a resolução das equações de terceiro grau (1520), as cúbicas mistas, porém não tornou pública sua descoberta, divulgando-a apenas entre seus alunos. Lembrar que a solução das quadráticas (ax2 + bx + c = 0) era conhecida dos babilônios e que até meados do século XVI o ZERO não era usado na Europa. Também não se usavam os números negativos e, portanto, não se sabia que as quadráticas tinham duas soluções. Filho de Floriano, empregado de uma fábrica de papel, e Filippa Ferro, pouco se sabe sobre sua edicação mas deve ter estudado na Universidade de Bologna, uma das mais antigas e tradicionais universidades medievais, porém se sabe que foi nomeado professor de aritmética e geometria dessa universidade (1496), ali permanecendo pelo resto da vida. Com a passagem de Pacioli por Bologna (1501-1502), período em que este foi seu colega professor na universidade, e que afirmara ser a solução impossível (1494), iniciou sua pesquisa para sua grande descoberta. Seus escritos não chegaram ao nossos dias, mas é sabido que seu caderno de anotações foi passado após sua morte em Bologna, ao seu neto, um matemático menor e comerciante local, Hannibal della Nave, que o teria mostrado a  Gerônimo Cardano e seu assistente Lodovico Ferrari (1543), quando da visita desses àquela universidade. Matemáticos dessa época sabiam que o problema das cúbicas poderia ser solucionado empregando-se x3 + mx = n and x3 = mx + n, com m e n positivos. A história da descoberta começou a ser esclarecida quando de uma discussão (1535) entre Antonio Maria Fior, um seu ex-aluno, e Nicollo Tartaglia, que ensinou (1539) a solução das cúbicas a Gerônimo Cardano, professor de matemática da FundaçãoPiatti de Milan. Cardano oficializou então Tartaglia como dono da descoberta, mas após uma visita della Nave (1543) e conhecendo o citado caderno de anotações, reconheceu elegantemente a paternidade da solução e publicou no seu famoso livro Ars Magna (1545), como sendo o genial matemático bolonhês o pioneiro da solução. Pompeo Bolognetti, outro professor de matemática na Universidade de Bologna (1554-1568), também conheceu o famoso caderno de anotações e a solução de Cardano e publicou em seu Algebra (1572) o reconhecimento a criação e genialidade do professor bolonhês. Estes registros foram organizados graças a uma pesquisa desenvolvida por Bortolotti (1925) sobre manuscritos do século XVI, reproduzindo trabalhos de Bolognetti, Cardano e Bombelli. O brilhante professor também trabalhou com frações racionais e problemas geométricos com compassos.

(Fonte: Site Só Biografias : http://www.sobiografias.hpg.com.br )

FASTbanner! - Clique Aqui!
Fastbanner!