[an error occurred while processing this directive] PUBLICIDADE

Menu

Menu


Página Inicial

OBM 2001/2002

Rádio Portal Matemático

I Desafio Portal Matemático

Material de Apoio

Exercícios de Apoio

Testes on-line

Desafios Matemáticos

História da Matemática

Conceitos de Matemática

Biografias de Matemáticos

Pensamentos Matemáticos

Curiosidades Matemáticas

História do Dinheiro

Trocas de Moeda no Brasil

Jogos Matemáticos on-line

Programas matemáticos

Programas para download

Sugestões de livros

Prêmios recebidos pelo site

Galeria dos Vencedores

Comunidade / Interatividade

Recomende este site para um amigo

Colégio Domus Sapientiae



Site hospedado por:

INTERNET HOST


Prêmio recebido:


Visitantes on-line no site agora:

PENSAMENTOS MATEMÁTICOS

Confira abaixo alguns pensamentos matemáticos:


"A Matemática é como um moinho de café que mói admiravelmente o que se lhe dá
para moer mas não devolve outra coisa senão o que se lhe deu."

Faraday

Pensamento enviado por: William Diego


"Sempre me pareceu estranho que todos aqueles que estudam seriamente esta ciência acabam tomados de uma espécie de paixão pela mesma. Em verdade, o que proporciona o máximo de prazer não é o conhecimento e sim a aprendizagem, não é a posse mas a aquisição, não é a presença mas o ato de atingir a meta."

Carl Friedrich Gauss

Pensamento enviado por: Ubiratan Barros Arrais


"A Matemática é a honra do espírito humano."

Leibniz

Pensamento enviado por: Ubiratan Barros Arrais


"Eis a Matemática – a criação mais original do engenho humano"

Whitehead

Pensamento enviado por: Ubiratan Barros Arrais


"Nota-se entre os matemáticos, uma imaginação assombrosa... Repetimos: Havia mais imaginação na cabeça de Arquimedes do que na de Homero"

Voltaire

Pensamento enviado por: Ubiratan Barros Arrais


"Não há ciência que fale das harmonias da natureza com mais clareza do que a Matemática."

Paulo Carus

Pensamento enviado por: Ubiratan Barros Arrais


"Jamais considere seus estudos como uma obrigação, mas como uma oportunidade invejável 
para aprender a conhecer a influência libertadora da beleza do reino do espírito, para seu 
próprio prazer pessoal e para proveito da comunidade à qual seu futuro trabalho pertencer." 

Albert Einstein


"Às folhas tantas do livro de matemática, 
um quociente apaixonou-se um dia doidamente por uma incógnita. 
Olhou-a com seu olhar inumerável e viu-a, do ápice à base. 
Uma figura ímpar olhos rombóides, boca trapezóide, 
corpo ortogonal, seios esferóides. 
Fez da sua uma vida paralela a dela até que se encontraram no infinito. 
"Quem és tu?" - indagou ele com ânsia radical. 
"Eu sou a soma dos quadrados dos catetos, 
mas pode me chamar de hipotenusa". 
E de falarem descobriram que eram o que, em aritmética, 
corresponde a almas irmãs, primos entre-si. 
E assim se amaram ao quadrado da velocidade da luz 
numa sexta potenciação traçando ao sabor do momento e da paixão retas, 
curvas, círculos e linhas senoidais. 
Nos jardins da quarta dimensão, 
escandalizaram os ortodoxos das fórmulas euclidianas 
e os exegetas do universo finito. 
Romperam convenções Newtonianas e Pitagóricas e, enfim, 
resolveram se casar, constituir um lar mais que um lar, 
uma perpendicular. 
Convidaram os padrinhos: 
o poliedro e a bissetriz, e fizeram os planos, equações e diagramas para o futuro, 
sonhando com uma felicicdade integral e diferencial. 
E se casaram e tiveram uma secante e três cones muito engraçadinhos 
e foram felizes até aquele dia em que tudo, afinal, vira monotonia. 
Foi então que surgiu o máximo divisor comum, 
frequentador de círculos concêntricos viciosos, 
ofereceu-lhe, 
a ela, uma grandeza absoluta e reduziu-a a um denominador comum. 
Ele, quociente percebeu que com ela não formava mais um todo, uma unidade. 
Era o triângulo tanto chamado amoroso desse problema, 
ele era a fração mais ordinária. 
Mas foi então que Einstein descobriu a relatividade 
e tudo que era espúrio passou a ser moralidade, 
como, aliás, em qualquer Sociedade ..." 

Millor Fernandes 


Clique aqui para ver mais Pensamentos >>


Você pode participar desta área do Portal Matemático, enviando um pensamento seu, ou de outra autoria (indicando qual é), para o e-mail: pensamentos@portalmatematico.com . Estaremos publicando todos os pensamentos enviados, e colocaremos os créditos à pessoa que nos enviou.